Home office · 7 min de leitura

14 dias com um teclado ergonômico | Moonlander Mark I – 2021-03-19

Muitas pessoas no Twitter e no Mastodon me pediram para que eu registrasse as minhas impressões e experiência de uso com o Moonlander Mark I. Algumas delas até me pediram para que eu gravasse vídeos usando o teclado para entender como ele é operado – e eu farei isso em breve, na marca de 4 semanas de uso. Hoje, quero me dedicar a reportar as minhas primeiras duas semanas com um equipamento tão excêntrico (e aproveitar a oportunidade para explicar de forma mais acessível alguns conceitos relacionados ao mundo dos teclados como um todo).

Se você quer saber mais detalhes sobre o processo de importação do teclado, fiz um registro de todos os custos e prazos no texto Importando um teclado mecânico diferentão de Taiwan para o Brasil.

Unboxing

O teclado chegou em uma caixa um tanto maltratada pela UPS e DHL, mas inteira. Além das duas placas que compõem o teclado e seus cabos, o pacote do Moonlander Mark I inclui:

  1. Uma bolsa de transporte para o teclado
  2. Uma ferramenta para retirar teclas e switches
  3. Uma chave para afrouxar e apertar os mecanismos de angulação do teclado
  4. Teclas extras
  5. Descansos de pulso (pré-instalados)

Não há documentação impressa; a ZSA te direciona para uma página que entra em detalhes em configurações recomendadas e expectativas, e vale a pena lê-la mesmo que você não tenha o teclado em mãos para entender melhor os seus mecanismos.

Configurações iniciais

Dependências de software

A ZSA menciona uma página de documentação específica para macOS na página 101 mas falha em mencionar alguns requisitos necessários para fazer o programa de reprogramação do teclado, Wally, funcionar em distribuições Linux e macOS. Só fui descobrir que faltavam pacotes e regras udev em meu sistema quando não consegui fazer o Wally detectar o meu teclado propriamente. Se você deseja saber como preparar o seu sistema para teclados da ZSA, eu escrevi uma postagem na seção Hoje eu aprendi sobre isso.

Mudanças no teclado

Disposição de teclas

O Moonlander Mark I é compatível com um projeto aberto chamado QMK, o que o torna extremamente personalizável. A interface oferecida pelo Oryx é apenas um jeito mais fácil de gerar binários com a sintaxe do QMK – você pode escrever os seus arquivos e compilá-los você mesmo se deseja acessar funcionalidades ainda não ofertadas pelo Oryx.

Sendo muito sincera, a configuração de fábrica do Moonlander é extremamente caótica. Parece ser um consenso na comunidade que o aconselhável é modificar a disposição das teclas para algo mais acessível (e criado para os seus casos de uso) ao invés de tentar se habituar com a configuração que lhe foi dada. Eu concordo – isso não só te encoraja a explorar muitas das funcionalidades que tornam o Moonlander um teclado excelente, mas também te dá a chance de construir uma disposição de teclas mais familiar para você, o que pode te ajudar na adaptação.

No início, tentei deixar a disposição de teclas o mais próximo possível de um teclado convencional – fui testando novas posições de teclas à medida em que fui detectando erros e problemas de ergonomia. Para mim, as funções mais incríveis do QMK são:

  • Auto Shift: o pressionamento mais longo de uma determinada tecla envia para o computador uma entrada equivalente a pressionar aquela determinada tecla juntamente com Shift. Logo, o pressionamento mais longo de qualquer letra leva à capitalização desta; de teclas de pontuação, os outros caracteres oferecidos por elas. O QMK permite a limitação do escopo dessa funcionalidade (por exemplo, não ativá-la ao pressionar teclas como Ctrl).
  • Tap Dance: muda a entrada da tecla de acordo com métodos de pressionamento (curto, longo, duas vezes). Eu o uso principalmente para evitar o acionamento acidental das teclas especiais da fronteira do teclado (algumas teclas de função, Print, Page Up e Page Down). Com o Tap Dance, F1, F5, F11 e Print são acionados através de dois toques, e Page Up e Page Down, através de um pressionamento longo.

Você pode ver a minha configuração de teclas na minha página no Oryx.

Período de adaptação e fontes de conflito e frustração

Os primeiros dias são terríveis – infernais, eu diria. A sua velocidade de digitação diminui drasticamente e você comete inúmeros erros por minuto. Com um teclado com uma configuração tão diferente quanto o Moonlander, você literalmente precisa reaprender a digitar. Isso acontece por alguns motivos:

Disposição colunar das teclas

No Moonlander, as teclas são alinhadas por cada coluna (escalonamento colunar). Não é um teclado completamente ortolinear, uma vez que a disposição horizontal exibe leves curvas, mas é suficientemente diferente para que a sua memória muscular sofra, e muito – em um teclado convencional, geralmente temos um alinhamento escalonado normal1. Esta imagem, uma ilustração de um artigo sobre escalonamento da wiki Deskthority, mostra muito bem os tipos de escalonamento em teclados:

Uma ilustração que mostra três tipos de escalonamento em teclados: normal, igual e simétrico. Escalonado, aqui, significa “formando degraus, como em uma escada”. Em um escalonamento normal, o deslocamento entre teclas é equivalente a metade de uma medida, e ele se mantém assim no teclado todo. No escalonamento igual, o deslocamento diminui para um quarto, também no teclado inteiro. No escalonamento simétrico, o deslocamento seguinte é sempre metade do escalonamento anterior (metade, um quarto…). Isso acontece nos dois lados do teclado, o que aumenta a distância entre as teclas do meio dependendo do tipo de escalonamento escolhido.

Uma ilustração que mostra dois tipos de escalonamento em teclados: colunar e ortolinear. No escalonamento colunar, linhas retas verticais determinam o alinhamento de todas as teclas. No escalonamento matriz, ortogonal ou ortolinear, o alinhamento por linhas retas ocorre nos dois eixos: vertical e horizontal. Todas as teclas, portanto, ficam alinhadas.

Adição de mais teclas controladas pelos polegares

Se você digita com os dedos orientados pela home row (fileira na configuração Qwerty em que duas teclas, F e J, possuem marcações), os seus polegares geralmente repousam na barra de espaço. No Moonlander, você ganha quatro teclas operáveis pelos polegares em cada placa.

Uma foto das teclas disponíveis para os polegares de meu Moonlander. A maior tecla, vermelha e com um formato de flecha, tem uma leve depressão no formato do topo de um polegar. Embaixo delas há três teclas em cada lado de tamanho igual. Todas são programáveis.

Operar mais teclas com os polegares acaba ocasionando em um tempo maior de adaptação. Ao mesmo tempo, ter acesso a tantas teclas com o polegar aumenta a sua velocidade de digitação (e diminui esforço repetitivo) quando você coloca comandos ou teclas muito utilizadas nessa posição.

Nos primeiros três dias, fiquei tão frustrada com a minha velocidade de digitação enquanto fazia um trabalho de faculdade que acabei voltando para o meu teclado antigo por algumas hora para concluir aquela tarefa. Tive vontade de jogar o Moonlander pela janela e fiquei me perguntando se realmente valeu a pena gastar tanto dinheiro em um teclado excêntrico. Mas uma vez que fiquei focada em realizar uma semana de atividades normais com o Moonlander, a minha velocidade de digitação foi aumentando e eu fui aprendendo como usar as funcionalidades que o QMK oferece ao meu favor.

Onde estou agora?

  • Recuperei um pouco mais de dois terços da minha velocidade de digitação normal graças a funcionalidades como Auto Shift.
  • Estou apaixonada pela possibilidade de ter um teclado tão meu. Ao invés de ter que me adaptar completamente à disposição de teclas que um fabricante decidiu, o meu teclado se adapta às minhas necessidades (dentro de uma configuração de escalonamento colunar).
  • Consigo manter a minha coluna reta e as minhas mãos em uma posição confortável. Os switches mais leves (Kailh Silver) são maravilhosos de leves de acionar. Já não faço o mesmo esforço que o MX Keys exigia que eu fizesse.

Quero comprar um teclado igual ou parecido. Alguma dica?

  • Pesquise, pesquise, pesquise. Teclados semelhantes ao Moonlander são considerados um nicho dentro de um nicho, e por isso vêm com um custo adicional. Visite o r/ErgoMechKeyboards/ e o r/Ergodox. Fale com pessoas com o mesmo tipo de teclado. Tente melhorar a ergonomia da sua configuração atual antes de cogitar um teclado assim, e lembre-se de que nenhum teclado faz milagre.
  • Prepare-se para ter dias muitos difíceis durante a adaptação. Tenha paciência e espere ao menos um mês antes de pensar em desistir. As coisas costumam melhorar exponencialmente na segunda semana.
  • Prefira teclados que você possa personalizar com o QMK. O formato físico é apenas parte do motivo que torna teclados do gênero tão ergonômicos. Observe os seus hábitos de digitação e comece a pensar em quantas teclas – e quais – você precisa para realizar todas as suas tarefas.

Daqui a duas semanas farei uma nova postagem sobre o meu progresso com o teclado. Até lá, continarei reportando o meu progresso em meus perfis no Twitter e Mastodon. Se você tem alguma pergunta que não foi respondida por este texto, por favor me mande uma mensagem nas minhas redes sociais ou por e-mail! Fico feliz em compartilhar todo o conhecimento que tenho adquirido sobre teclados e digitação em geral.


  1. Em inglês, staggered. ↩︎