Tag: Wikimedia rss

Posts

17 April 2018 / / Outreachy
No começo, foi uma imensa surpresa ter sido selecionada para o Outreachy — foi a primeira tentativa e eu havia começado a atuar ativamente em projetos de software livre há pouco tempo. Mas, à medida em que o meu estágio avançava, percebi que esse acontecimento nada mais foi do que a progressão natural do caminho que havia escolhido tomar. Em minha última reunião com os meus mentores, Johan disse que a minha aplicação se destacou pela pesquisa, pelo empenho e, principalmente, pelo imenso interesse no projeto proposto — uma coisa um tanto singular, pelo o que me disseram, visto que é normal que candidatos escolham projetos baseando-se mais em suas habilidades do que no conteúdo em si, geralmente candidatando-se a vários por vez1.
02 March 2018 / / Outreachy
Não é segredo algum que sou um membro relativamente novo do movimento Wikimedia. Como você pode observar aqui, só comecei a contribuir a partir de 11 de setembro de 2017, encorajada pelo processo de candidatura do Outreachy. Desde então, fiz um total de 2,254 edições incluindo traduções, notas diárias sobre o meu estágio e uma produção de pequenos vídeos para ilustrar o meu Guia rápido de tradução. Eu fiquei completamente imersa em apenas um aspecto do movimento — traduções técnicas no MediaWiki.
02 March 2018 / / Outreachy
It’s no secret I am a fairly new member of the Wikimedia movement. As you can see here, I only started contributing on September 11, 2017, encouraged by Outreachy’s application process. Since then, I made a total of 2,254 edits including translations, daily notes about my internship and production of small videos to illustrate my Translation quick guide. I was completely immersed in one single aspect of the movement—technical translations on MediaWiki.
16 February 2018 / / Outreachy
“Você escreveu “Às vezes sinto que esta tarefa está além dos meus limites.” Esse é um sentimento [real] em tarefas de exploração: quanto mais você cava, mais coisas você encontra. Compartilhar esse sentimento com os seus colegas de trabalho ou chefe é importante, porque eles podem te ajudar a priorizar e focar no que é essencial.” — Meu mentor Benoît, sobre as minhas notas de 12 de fevereiro Tenho sentido esse imenso luto ultimamente.
15 February 2018 / / Outreachy
“You’ve written “Sometimes it feels like this is a task beyond my limits.” That’s a feeling on exploration tasks: the more you scratch the surface, the more you have to handle. Sharing that feeling with coworkers or your manager is important, because they can help you to prioritize and focus on what is important.” — My mentor Benoît, on my February 12 notes I’ve been feeling this immense amount of grief lately.
01 February 2018 / / Outreachy
Nota: este texto é mais um desabafo do que qualquer outra coisa. Ainda pretendo escrever de forma mais séria sobre a minha percepção das mudanças provocadas pelas redes comerciais, mas não hoje. “Os ciclos de reposta curtos e impulsionados por dopamina que criamos estão destruindo a forma como a sociedade funciona. [Não há mais] diálogo civil, cooperação; [apenas] desinformação, inverdades.” — Chamath Palihapitiya, ex-executivo do Facebook Realmente gostaria de começar este texto falando sobre como não tenho um perfil no Facebook há anos, mas todos nós sabemos que isso não é verdade.
01 February 2018 / / Outreachy
Note: this text is more of a vent than anything else. I still intend to write more seriously about my perception of the changes provoked by commercial social networks, but not today. “The short-term, dopamine-driven feedback loops we’ve created are destroying how society works. No civil discourse, no cooperation; misinformation, mistruth.” — Chamath Palihapitiya, former Facebook executive I would really like to start this text by talking about how I have not had a Facebook profile for years, but we all know this is not true.
18 January 2018 / / Outreachy
Painting of Saint Jerome, patron saint of translators, by Caravaggio. (Public Domain/Wikimedia Commons) To be honest, before becoming an Outreachy intern at the Wikimedia Foundation, I had never thought about many of the technical aspects of Wikimedia projects. Obviously the work isn’t completed with miracles and magic, but the full complexity and importance of all the work done behind the scenes did not occur to me until I got involved with one of the most important aspects of a free software project: documentation.
18 January 2018 / / Outreachy
Pintura de São Jerônimo, padroeiro dos tradutores, por Caravaggio. (Domínio Público/Wikimedia Commons) Confesso que, antes de me tornar uma estagiária do Outreachy na Wikimedia Foundation, nunca havia pensado a respeito de muitos dos aspectos técnicos dos projetos Wikimedia. Apesar de saber que nada se faz em um toque de mágica, só compreendi a complexidade e importância de todo trabalho feito nos bastidores até que me envolvi em um dos aspectos mais importantes do software livre: documentação.
10 January 2018 / / Outreachy
Antes de seguirmos em frente e falarmos de minhas estratégias para trazer mais atenção à tradução técnica nos projetos da Wikimedia, preciso tocar em um assunto que muito provavelmente afeta todo ser humano: o medo do fracasso. Como escrevi no dia 2 de janeiro em minhas notas diárias, há alguns dias fui tomada por apreensão e inquietude pois comecei a sentir o peso de minha responsabilidade como estagiária e a questionar até que ponto eu poderia falhar.
10 January 2018 / / Outreachy
Before we go any further and talk about my strategies to bring more attention to technical translation in Wikimedia projects, I need to touch on a subject that most likely affects every human being: the fear of failure. As I wrote on January 2 in my daily notes, a few days ago I was filled with apprehension and uneasiness as I began to feel the burden of my responsibility as an Outreachy intern and to question how much room for failure I have.
22 December 2017 / / Outreachy
For a long time, hearing the word “work” would cause me to panic. How would be my routine? Would my employer be capable of understand and provide the accommodations I need to execute my duties? Would I be capable of working or having attractive qualifications to be hired? My experiences with (in)accessibility in my student life filled me with fear of the labor market. I only had access to assistive technologies in the beginning of my adulthood, in higher education, although my visual impairements are congenital.
22 December 2017 / / Outreachy
Por muito tempo, ouvir a palavra “trabalho” provocava-me certo pânico. Como seria a minha rotina? Meu empregador seria capaz de entender e prover as acomodações que preciso para exercer as minhas funções? Seria eu capaz de trabalhar ou de ter qualificações atraentes para ser contratada? As minhas experiências com (in)acessibilidade na minha vida estudantil enchiam-me de medo do mercado de trabalho. Só tive acesso a tecnologias assistivas no começo de minha vida adulta, no ensino superior, embora as minhas deficiências visuais tenham origem congênita.
27 November 2017 / / Outreachy
Como mencionei em meu texto anterior — A minha jornada até a Outreachy, ou Como aprendi a parar de me preocupar e começar a contribuir —, sou uma das 42 pessoas selecionadas para estagiar em projetos FOSS através do programa Outreachy entre dezembro de 2017 e março de 2018. Visto que a minha história e o meu processo de candidatura já foram relatados de forma detalhada nele, chegou a hora de me aprofundar um pouco mais sobre o fundamento do meu projeto (Translation outreach: User guides on MediaWiki.
27 November 2017 / / Outreachy
As I mentioned in my last post — My journey to Outreachy, or How I learned to stop worrying and start contributing —, I am one of the 42 people selected to work with FOSS projects as an Outreachy intern between December 2017 and March 2018. Since I already talked about my story and my application process, it’s time to write further about the foundation of my project (Translation outreach: User guides on MediaWiki.
13 November 2017 / / Outreachy
Era maio deste ano quando, enquanto lia notícias locais, deparei-me com o anúncio sobre a realização do 5º Encontro Nacional de Mulheres na Tecnologia. A oportunidade de encontrar pessoas com paixões e experiências semelhantes às minhas sempre é animadora, então imediatamente procurei por mais informações. Ao passar meus olhos pela programação, uma Lighting Talk me chamou a atenção: “Programa Outreachy: receba para estudar e trabalhar em projetos de software livre”, feita por Ana Rute Mendes, contemplada com um estágio na Mozilla através do projeto Taskcluster.
13 November 2017 / / Outreachy
It was May of this year when, while I was reading some local news, I saw an announcement about the 5º Encontro Nacional de Mulheres na Tecnologia. The chance of meeting people with similar passions and experiences it’s always reassuring, so I immediately searched for more information. When I looked over its schedule, a Lighting Talk caught my attention: “Programa Outreachy: receba para estudar e trabalhar em projetos de software livre” (“Outreachy: get paid for studying and working on FOSS projects”) by Ana Rute Mendes, a former Outreachy intern at Mozilla.